Relacionamento mulher

Pegação Brasil -- /r/br4r

2015.08.24 07:20 abrazilianinreddit Pegação Brasil -- /r/br4r

Quer uma companhia para a noite, para a semana ou para a vida toda? Talvez você encontre no reddit! Talvez não! Mas não custa tentar. E estamos aqui para isso. Seja uma pegação leve, um encontro casual, um amigo com benefícios, namoro, casamento, ou apenas uma amizade, este é o subreddit para brasileiros que querem uma companhia.
[link]


2020.11.27 16:33 Naivor2 Namorada com vários amigos homens, 1 em especial (inclusive, falam que se amam)

Hoje eu me percebi em uma poça de ansiedade por causa do assunto no título. Eu não tenho amigas, nem tento ter e se tivesse, eu não seria assim tão ''chegadinho'' de uma mulher sendo que eu namoro outra. Acho uma falta de respeito, mas ela, não. E é ai que mora o problema, queria pedir um pouco de base de acordo com a experiência de algum de vocês, pois ela é a minha primeira namorada, e eu não sei o quanto eu posso ta sendo abusivo agora. Não sei nem o que fazer. O cara em questão, já ficou afim dela, mas ela não correspondeu e continuaram a amizade desde então. Não consigo imaginar um cenário em que eu faria a mesma coisa com ela, dizendo que ama a outra e tudo mais. Não acho que ela me traia, mas é só achísmo, e mesmo que não traísse, ainda me incomoda demais todo essa fofura com outro. Desculpem qualquer erro de português, não to conseguindo pensar direito

Edit: Obrigado a todos vocês que comentaram na genuína intenção de aconselhar, não tinha mais ninguém com quem contar. Bom, eu conversei com ela, disse que não tinha como continuar o relacionamento se ela dá tanta intimidade pra outros caras, e no fim, ela concordou. Então acho que de agora em diante o assunto é comigo em ter mais confiança nela. Eu estabeleci limites, e ela concordou, logo, ela entende que esse comportamento é mancada e eu acho que ela não volte a fazer. Enfim, mt obrigado a todo mundo que acompanhou até o desfecho dessa saga. Não sou de postar muita coisa, mas esse é um assunto que me incomodou de vdd.
submitted by Naivor2 to desabafos [link] [comments]


2020.11.27 13:34 BlindEyeBill724 Seienden, Heidegger e as experiências da plenitude do Ser, um breve ensaio

Seienden, Heidegger e as experiências da plenitude do Ser

Assim Wolfam Eilenberger fala de Heidegger:
“Para Heidegger, a angústia é o exemplo de vivência de uma perda abrangente de sentido, que expõe - no vazio e na falta de vínculo resultantes - o olhar para o verdadeiro fundamento do Dasein em questão. E expõe de tal maneira que esse fundamento em si não comparece, não existe, não está dado ou assegurado por nada nem ninguém! No modo da angústia, o Dasein experiência a efetiva falta de chão e o possível caráter ordinário da própria existência de todos os entes [Seienden].”
Ainda que poste, e administre, uma página de apologética, creio que muito do que penso pode ser restringido ao âmbito da razão natural, desvenciliável, e não sou santo ou carola o bastante para postar somente sobre tópicos teológicos, ainda que o julgue fundamental¹. A própria ascensão da alma à compreensão natural (e me expresso dessa forma cônscio de que pode irritar e me contradizer) é útil à “apreensão” do divino, ademais. É claro que os limites da razão natural são discutíveis. Lendo esse trecho sobre Heidegger, não pude deixar de enxergar aí um exemplo de um niilismo tipicamente moderno (mais, o niilismo é, desde o princípio, um movimento tipicamente moderno), não digo para discutir, nem afirmo categoricamente “Heidegger = niilista” não conheço o suficiente de Heidegger para dizê-lo. O que me chamou a atenção é essa experiência que, creio, já senti e creio que muitos já sentiram, essa “perda de sentido” esse “fundamento em si” que “não comparece”, que “não está dado ou assegurado por nada nem ninguém”.
Essa experiência de ausência de sentido parece-me contrapor ao que considero fundamental à vida filosófica e espiritual, a saber, a experiência de plenitude do sentido, aqui, é certo, a primeira coisa que se pode arguir, creio, é que essa experiência de plenitude de sentido têm raízes na minha concepção religiosa, creio que não, pode ser argumentado que elas têm raízes fisiológicas, mas não religiosas, e digo o porquê, o porquê creio que se inserem dentro da razão natural. Sem entrar em detalhes, tive três experiências, num aperto de mão de um tio durante uma festa de aniversário na infância, numa espécie de paralisia do sono enquanto dormi ouvindo Beethoven e subitamente acordei, e na faculdade quando realizava exercícios de memorização de idéias e, na casa das duas dezenas, tive novamente essa impressão aguda, mais ainda, ao contar para minha mãe sobre as características dessas impressões e como me parecem fundamentais ela disse que sentiu algo parecido só depois dos cinquenta anos, enquanto lavava a louça em seu trabalho! Qualquer unidade ou relação entre esses eventos e a religião me parece extremamente frágil.
Tampouco digo que essa experiência é uma experiência do divino, meu tópico não é esse e eu não entraria de supetão numa discussão tão acirrada mesmo dentro da teologia. Havia sintetizado à um amigo filósofo da seguinte forma, na busca das características distintivas dessas experiências:
1-Na primeira experiência da infância se destaca a felicidade imensa, logo, a felicidade imensa faz parte da potencialidade sentimental do que chamo de experiência extraordinária;
2-Na experiência na faculdade, quando estava memorizando diversas ideias, o que se destacou foi uma experiência vívida de uma separação do ambiente, desde daquela época eu expressei o ocorrido como uma sensação de deslocação temporal, como se tivesse um tempo diferenciado, quero evitar essa expressão pois implica problemas muito grandes por ora, mas digamos que uma consciência aguda da interioridade seja a nota distintiva dessa segunda experiência;
3-Na terceira experiência, a da música ao acordar, pode-se alegar que foi uma espécie de paralisia do sono sem medo, o que se destacou aqui foi a percepção da beleza (no caso da música de Beethoven), e uma sensação de completude, porque não quis nem me mexer, mas fiz normalmente depois que passou.
A sensação de completude pode, se não me falha a memória, ser elencada como elemento unificador das três experiências, então, temos dois elementos, a “extraordinariedade”, dito de outro modo, a “inesquecibilidade” duas palavras que sequer existem mas cujo sentido é compreensível. Das três temos os seguintes elementos distintivos, a felicidade imensa, a consciência aguda da interioridade e a percepção da beleza. Essas experiências são o que eu chamo de experiências extraordinárias, mas podemos chamar de “experiências da plenitude do sentido” e me colocam num lado diametralmente oposto àquele de Heidegger (neste trecho) e dos niilistas.Essa experiência pode ser aproximada de outras quais também já foram registradas, peak experiences, experiência oceânica, etc, num contexto secular.
Se eu fosse partir de um common ground entre teístas e ateístas teria de atribuir ao homem a capacidade de projetar-se no real de tal forma que não só teria por si meios de enxergar de forma niilista o mundo devido ao seu vazio interior, mas teria meios de enxergar o mundo como portador de sentido por características igualmente imanentes (meramente psicológicas). Porém, como parto do pressuposto que o Ser é pleno de sentido, me mantenho na razão natural quando pontuo que, ao contrário, parece que Heidegger acabou sucumbindo à projeção de si no mundo enquanto a experiência de plenitude do Ser é, ela sim, originária, um ato intuitivo que vai no mesmo sentido de uma apreensão noética [da plenitude do Ser]. Ah! Quanta coisa se confunde neste tópico, por exemplo me parece que muita baboseira New Age é escrita se confundindo esse pontos, outros querem diluir as religiões nessas experiências selvagens de sentido, mas o fundamental é esta visão:
Como diz Einstein:
“A emoção mais bela que podemos experiência é a mística. Ela é a propagadora de toda verdadeira arte e ciência. Aquele para quem essa emoção é estranha ... está, por assim dizer, como morto. O que é impenetrável para nós existe realmente, manifestando-se como a mais alta sabedoria e a mais radiante beleza, que nossas entorpecidas aptidões podem compreender somente em suas formas mais primitivas – este conhecimento, está sensibilidade, está no centro da verdadeira religiosidade. Neste sentido, e unicamente nele, pertenço à classe dos homens devotamente religiosos. ”
Veja que, de fato, é uma experiência, experiência que não se pode reduzir à experimentos, imprevisíveis, vão da louça à Beethoven, uma paisagem, acredito que a vista de um besouro poderia causá-las, assim como um toque numa mulher amada pode causar uma ereção. O que eu proponho é uma filosofia que parte não da constatação do vazio, mas da plenitude do Ser, o que não é, exatamente, a mesma coisa que a religião necessariamente, ainda que eu o articule assim.
Na verdade, devo dizer é que estou somente, isso é, na forma qual compreendo, retornando às bases da filosofia clássica, essa experiência é, ou está próxima do thaumazein², o espanto, o assombro perante o ser que está na base da vida intelectual de amor à verdade [é seu princípio sempre operante, arkhe], parece-me que, aliás, tudo o que se tendeu a ver como pessimismo no pensamento antigo pode ser um equívoco neste ponto, Marco Aurélio, em suas meditações tidas como pessimistas, realizava ali exercícios filosóficos tradicionais que o mantinham centrado no que percebe ser um sentido, um Logos. Mesmo o ateísmo antigo, e creio que minhas futuras pesquisas me levarão à isso, não deságua no niilismo porque mantinha uma percepção do Logos, uma admiração pelo sentido que se mantinha no thaumazein, que ainda criam possível por sua percepção do real, tão diversa da moderna. O atomismo, o caos, realçava o milagre da existência, mas como proceder dessa forma hoje?
Existe, aqui, uma diferença fundamental. Existem trechos que exaltam a beleza do cosmos na literatura ateísta, acho que devo ter visto um em Carl Sagan, mas hoje temos uma experiência meramente estética sem fundamento metafísico, parece-nos meramente uma brincadeira sem conteúdo que, na hora do aperto dramático, desvanece de nossa consciência, pois seriam meros lampejos ilusórios de uma psique sem sentido possível, a modernidade não consegue reconhecer facilmente nenhum conteúdo objetivo às qualidades, à experiência consciência.
Mas eu erraria se dissesse que a experiência do vazio seja somente uma “projeção”, ela é sim equivocada em minha visão em suas projeções ontológicas sobre um suposto vazio do real, mas têm um fundamento. A experiência humana em sua totalidade vai de acordo com uma perspectiva (surpreendentemente) tomista³, e pode ser apreendida nessa tensão entre a experiência da dependência total e da vacuidade da criatura, ou seja, a experiência do vazio, de um lado, e uma experiência da plenitude do Ser, o thaumazein, do outro. Eis o que temos, o dia e a noite, que cada um se guie na tempestade. É claro, não é que toda a experiência do vazio se baseie na apreensão puramente real, nem que todos as experiências de plenitude sejam puras, podendo existir confusões, influências psicossomáticas diversas. A projeção de Heidegger só seria errada na medida em que fosse uma projeção de uma experiência parcial numa teoria concreta do Ser (na totalidade), ainda que, é desnecessário dizer, não seja fácil tratar do Ser em Heidegger num breve ensaio, e que não pretendo tratar de sua filosofia, mas somente refletir sobre um trecho em sua universalidade. De toda forma….
...Es freue e sich, Wer da atmet im rosigten Licht!
[Regozije-se aquele que aqui em cima respira, na rósea luz!
Schiller, Der Taucher .]”
__________
¹O leitor pode me compreender como um Walter Benjamin sem seu talento, digo, o Benjamin de 1919-1929, que vemos em Wolfam estava mais interessado com temas teológicos, isso é, vejam-me como um Walter Benjamin sem talento e sem interesse no marxismo, ah, se eu encontrasse uma mulher que me aproximasse, qual Benjamin, ao marxismo (falo de Asja Lacis)! Mas casei, a situação existencial passou. Que o connoisseur de Walter Benjamin perdoe meu tom brejeiro.
² Já que estamos falando em Heidegger, em https://filoinfo.net/node/163
"[...] os pensadores gregos, Platão e Aristóteles, chamaram a atenção para o fato de que a filosofia e o filosofar fazem parte de uma dimensão do homem, que designamos dis-posição (no sentido de uma tonalidade afetiva que nos harmoniza e nos convoca por um apelo).
Platão diz (Teeteto, 155 d): mala gar philosophou touto to pathos, to thaumazein, ou gar alle arkhe philosophias he haute. "É verdadeiramente de um filósofo este pathos — o espanto; pois não há outra origem imperante da filosofia que este."
O espanto é, enquanto pathos, a arkhe da filosofia. Devemos compreender, em seu pleno sentido, a palavra grega arkhe. Designa aquilo de onde algo surge. Mas este "de onde" não é deixado para trás no surgir; antes, a arkhe torna-se aquilo que é expresso pelo verbo arkhein, o que impera. O pathos do espanto não está simplesmente no começo da filosofia, como, por exemplo, o lavar das mãos precede a operação do cirurgião. O espanto carrega a filosofia e impera em seu interior.
Aristóteles diz o mesmo (Metafísica, 1, 2, 982 b 12 ss.): dia gar to thaumazein hoi anthropoi kai nyn kai proton erxanto philosophein. "Pelo espanto os homens chegam agora e chegaram antigamente à origem imperante do filosofar" (àquilo de onde nasce o filosofar e que constantemente determina sua marcha).
Seria muito superficial e, sobretudo, uma atitude mental pouco grega se quiséssemos pensar que Platão e Aristóteles apenas constatam que o espanto é a causa do filosofar. Se esta fosse a opinião deles, então diriam: um belo dia os homens se espantaram, a saber, sobre o ente e sobre o fato de ele ser e de que ele seja. Impelidos por este espanto, começaram eles a filosofar. Tão logo a filosofia se pôs em marcha, tornou-se o espanto supérfluo como impulso, desaparecendo por isso. Pôde desaparecer já que fora apenas um estímulo. Entretanto: o espanto é arkhe — ele perpassa qualquer passo da filosofia. O espanto é pathos. Traduzimos habitualmente pathos por paixão, turbilhão afetivo. Mas pathos remonta a paskhein, sofrer, aguentar, suportar, tolerar, deixar-se levar por, deixar-se con-vocar por. E ousado, como sempre em tais casos, traduzir pathos por dis-posição, palavra com que procuramos expressar uma tonalidade de humor que nos harmoniza e nos con-voca por um apelo. Devemos, todavia, ousar esta tradução porque só ela nos impede de representarmos pathos psicologicamente no sentido da modernidade. Somente se compreendermos pathos como dis-posição (dis-position) podemos também caracterizar melhor o thaumazein, o espanto. No espanto detemo-nos (être en arrêt). E como se retrocedêssemos diante do ente pelo fato de ser e de ser assim e não de outra maneira. O espanto também não se esgota neste retroceder diante do ser do ente, mas no próprio ato de retroceder e manter-se em suspenso é ao mesmo tempo atraído e como que fascinado por aquilo diante do que recua. Assim o espanto é a dis-posição na qual e para a qual o ser do ente se abre, O espanto é a dis-posição em meio à qual estava garantida para os filósofos gregos a correspondência ao ser do ente."
³Eis uma tradução do filósofo Josef Pieper feito pelo lendário professor da USP, Jean Lauand:
“O mundo está constituído de tal forma que quem o compreendesse a fundo poderia ser precipitado num abismo de tristeza: o próprio Verbo de Deus feito homem teve de padecer uma morte terrível e infamante. E no fim dos tempos, ocorrerá o domínio universal do mal. Tomás de Aquino ensina que o dom da ciência (que permite conhecer o que é este mundo) corresponde à bem-aventurança: “Bem-aventurados os que choram...”.
Quem pensa nisto (e o ser humano não precisa necessariamente de uma reflexão consciente para aperceber-se dessa realidade) pode muito bem verter lágrimas e cair na mais profunda depressão; depressão que, aliás, não tem porque ser considerada “infundada” ou “sem objeto”, uma vez que a criatura procede do nada. Mas a criatura é também – para além de qualquer medida concebível – tão intensamente mantida na existência pelo Amor de Deus que, quem considera este fundamento e sabe reconhecê-lo, pode facilmente ser invadido pela alegria (também aparentemente “infundada” e efetivamente não causada por nenhum motivo externo próximo e determinado). Uma alegria tão arrebatadora que, pura e simplesmente, extravasa a capacidade de recepção da alma. Como é que fica então o meio-termo, o “normal”? E por que meios é essa normalidade regulada? Talvez pelo estado fisiológico do aparelho hormonal das glândulas ou do sistema nervoso.”
E continua Lauand: “Assim, segundo Tomás, a criatura é dúplice em sua estrutura fundamental: por um lado, participa do Ser (e da verdade, da bondade, da beleza...) de Deus; mas, por outro lado, é treva, enquanto procede do nada. E essa estrutura dúplice projeta-se num apelo contraditório ao homem (também ele criatura...) em seu relacionamento com o mundo: daí a “normalidade” da “psicose maníaco depressiva existencial” ou, como se diz hoje, do transtorno bipolar.”
submitted by BlindEyeBill724 to Filosofia [link] [comments]


2020.11.27 02:14 lulumaria898 Meu namorado podolatra broxa

Eu namoro com o meu primeiro namorado a quase 9 anos. Nos damos muito bem, gostamos das mesmas coisas em sua maioria, ele é uma pessoa maravilhosa, que família e amigos adoram, que me respeita, me da liberdade, não é machista e sim é apaixonado comigo. Aquele namorado que muitas meninas sonham pra falar a verdade. Acontece que ele tem os seus feitiches ...gosta de pés ... entre outras coisas mas no geral ele é submisso. Eu entao não tenho fetiches em si... (talvez algumas fantasias)mas o que quero mesmo é uma boa pegada ou uma boa transa. Acontece que durante todos esses anos me adaptando aos fetiches dele e até gostando de fazer muitos dele ... ele broxa na hora H muitas das vezes. Antes ele só funcionava na base do fetiche ou preliminares, depois só foi piorando... já conversamos sobre isso.. e teoricamente é um problema de ansiedade. Acontece que depois de 9 anos eu já não to com mais saco para isso... estou tomando nervoso... ele não me procura ... ele broxa quase sempre e quando fazemos algo é sempre eu que procuro. Para fazer novamente demora muito... a ultima vez foi a TRES FOCKING MESES atrás. Isso já não esta me fazendo bem... eu to puta pra falar verdade! não só sobre o sexo mas também dele como pessoa. Ele ser um homem subimisso em muitas coisas. Eu to CANSADA de ser compreensiva.. de falar tudo bem ACONTECE... de levantar ele nessas horas. Estamos morando junto agora a 1 ano e isso piorou demais ... principalmente pq estamos passando por muitas dificuldades financeira no qual por muito tempo eu que banquei as despesas e ainda banco a maior parte dela. Resumindo ele é um homem frustrado profissionalmente, não consegue emprego, mas também não tem proatividade, as vezes viaja na maionese com a vida. Tudo isso que estou falando aqui já foi conversado entre eu e ele pois temos muita liberdade porem a parte de broxar eu já não sei mais o que fazer e nem o que falar. Só estou cansada. Sei que muitos vão falar pra ele olhar um médico ou um terapeuta que eu acho também... porem não temos dinheiro para nada disso... ta tudo uma merda. Pronto falei.
Update
Galera o negocio é muito mais em baixo, acredito que tenha muito amor na nossa relação (isso não tenho duvidas).
Não moramos no Brasil e desde o começo ele teve muitas dificuldades de achar emprego (aquele famigerado mandar o CV por email) acontece que aqui fora não tem dessa, voce tem que bater de porta em porta e vender seu peixe, ele não é uma pessoa proativa para isso.
Já conversamos sobre vários aspectos do relacionamento somos honestos um com outro, mas bater na mesma tecla cansa. E sim eu sei que se talvez ele estivesse empregado e feliz as coisas seriam diferentes.
Mas eu estou sobrecarregada e me sentindo sozinha até. Passamos muitas coisas por aqui e não é fácil ser imigrante e muito menos ser imigrante mulher. E no final a única coisa que eu queria sim era ter uma transa boa mas nem isso ta dando mais.
São tantos problemas financeiros, longe da família e amigos, ralando em subempregos, passando pelos perrengues da vida (que chega uma hora você só vai e acostuma).
Não quero me vitimizar não, estar aqui fora e passar por tudo isso é uma escolha minha, acredito que para tudo na vida temos que sacrificar algo para colher depois. Só queria uma parceria completa, e não se sentir cansada.
Resumindo (lutem pelo SUS do Brasil) eu sei que ele tem passado por problemas de auto estima, insegurança entre outros. Mas ta difícil segurar a barra dele e a minha junto alem desses problemas sexuais serem de muitos anos... é quase um ciclo ... ficamos bem... e depois ele volta a broxar. Bom eu que lute.
submitted by lulumaria898 to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 21:10 raimundoneto Tenho vontade de contratar uma garota de programa

Olá amigos. Ando passando por uma fase muito conturbada da minha vida, e acho que preciso conversar com alguém.
Eu não tenho uma vida financeira complicada. Embora esteja apenas no décimo período da faculdade de Direito, moro com meus pais e não tenho privação nenhuma. A ajuda que eles me dão serve muito bem para as minhas necessidades básicas e para comprar meus livros ─ que são praticamente a minha única extravagância, não sou pessoa de muitos enlevos.
Além dos meus pais, tenho uma namorada linda, que me dá apoio quando preciso dela, também está estudando (hoje tem um estágio remunerado e um emprego, que compensam a diferença de condições financeiras dos nossos pais) e contra quem eu não tenho nenhuma queixa. Estamos juntos há cinco anos, e não tivemos brigas sérias há pelo menos um ano, gozamos de um relacionamento muito bom.
No entanto, eu não consigo me sentir produtivo. De jeito nenhum. Tenho basicamente duas atividades pra fazer durante o dia: movimentar os processos que estão alocados pra mim no meu estágio (eu só tenho que abrir o programa do Tribunal e peticionar) e uns trabalhos que eu faço na faculdade pra conseguir uma grana por fora. O último que eu peguei foi um TCC sobre problemas que, em geral, as mulheres que cumprem pena enfrentam no sistema prisional.
Apesar de não ser muito serviço, eu estou há simplesmente duas semanas sem sequer olhar quantos processos há pra fazer na fila do estágio (mais de 300, com certeza). Quanto ao trabalho, já passei uma semana do prazo que me foi dado para entrega, eu nem sei mais se o cliente vai querer pagar por ele ainda.
Não sei o que acontece comigo, e já nem sei o que posso fazer para melhorar. Eu leio qualquer coisa que não tenha nenhuma relevância para meus trabalhos, mas não sou capaz de ler uma folha de artigo que sirva para concluir esse TCC que está mofando no meu computador; fiz diversas dissertações sobre diversos temas diferentes durante as duas últimas semanas (todas com finalidades meramente satisfativas, estão aí pela internet), mas não consigo criar vergonha na cara para abrir o programa do estágio para fazer algumas petições de duas páginas.
Antes eu culpava minhas primas pela minha baixa produtividade. Depois eu parei de morar com elas e passei a culpar a minha irmã. Agora eu estou na casa dos meus pais, que passam o dia inteiro trabalhando na loja e me deixam sozinho o dia inteiro, e eu já nem sei mais quem culpar senão a mim mesmo. Hoje eu terminei de ler o sétimo livro de uma coleção do Sherlock Holmes em oito volumes que comecei há menos de dois meses, e quando olhei para os livros empilhados sobre a minha mesa, pensei em tudo o que poderia ter feito enquanto estava perdendo tempo com aquilo. Talvez a minha fila pudesse estar em dias, entregado o TCC, fazendo outras coisas...
Ontem eu me senti cansado e pensei que se dormisse durante a tarde, poderia fazer tudo durante a noite e completar minhas tarefas até a manhã. No entanto, além de perder a tarde de trabalho, nada fiz durante a noite senão ler mais um livro inútil e dormir mais uma noite com a mesma sensação de ter perdido um dia inteiro. Minha vida tem se resumido a lamentar pelo que deixei de fazer sem ter forças para terminar.
Eu queria ter alguém para desabafar mas não quero contar para as pessoas próximas de mim. Meus pais são gente da melhor estirpe, tenho certeza que me escutariam muito bem se eu os procurasse, e digo o mesmo da minha namorada. Mas eles, todos os três, já passam tanto tempo trabalhando, que quando temos um tempo juntos nós saímos, comemos fora ou fazemos algo para desestressar, eu não me sinto à vontade para dar-lhes mais problemas quando eles estão em seus dias de folga.
Já pensei em procurar uma psicóloga, mas não me sinto à vontade para conversar com essa gente. Se tiver um psicólogo lendo este desabafo, por favor me perdoe, mas a mera sensação de estar sendo analisado, a ideia de outro ser humano vasculhando as entranhas da minha psiqué enquanto escreve seus relatórios técnicos bem-elaborados que trazem fatos sobre mim dos quais nem eu mesmo tenho conhecimento me causa repulsa, um mal-estar que me impede de responder mais do que um ou outro monossílabo.
A ideia mais sedutora que recorrentemente me retorna é a de procurar uma garota de programa, com quem eu possa falar sobre o que sinto sem o medo de ser julgado, ou de ter os fatos revelados sob conhecimento de pessoas próximas a mim. Durante todos esses cinco anos eu nunca traí a minha namorada, e nunca fiquei com outra garota que não fosse ela, por isso certamente algum amigo meu não negaria passar o contato de uma gp se eu pedisse, assim ele pensaria que eu estava transando e jamais descobriria as minhas intenções.
Naturalmente a questão é um tanto complexa, e um sentimento de dúvida paira sobre mim nesse instante, se é a coisa certa a se fazer. Receio que precise de encorajamento para tomar essa atitude, ou talvez de desencorajamento. Só sinto que eu não posso mais continuar vendo a vida passar por mim trancado neste quarto fingindo para o mundo lá fora que eu estou trabalhando enquanto minto para mim mesmo dizendo-me que um dia hei de trabalhar.
submitted by raimundoneto to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 19:08 rainbow-jam Eu não consigo ignorar o fato do meu namorado ter tido outras parceiras

Tenho 19 anos e estou namorando pela primeira vez. Foi com ele que eu dei meu primeiro beijo e perdi a virgindade. O fato é que ele já teve outras namoradas e já ficou com várias meninas, meu namorado tem muito mais experiência de vida do que eu.
Eu sinto alguma coisa quando penso que ele já teve outras garotas na vida dele: insegurança, ciúmes, não sei. Ele diz que eu sou a mulher da vida dele, que quer sim casar comigo e vê um futuro assim do meu lado. Eu acredito nele. Nós combinamos demais.
Me pego pensando sobre ele ter transado com outras meninas, beijado, abraçado. É um pensamento meio possessivo e às vezes eu me sinto meio imatura por conta disso. Afinal, é o meu primeiro e único relacionamento amoroso. Chego a ter crises de choro, mas nunca contei isso pra ele por receio dele achar algo muito ruim.
Acho que com o tempo esse lado meu vai começar a aceitar mais esse fato, mas por enquanto dói um pouquinho. O que eu poderia fazer pra tirar isso da minha cabeça?
submitted by rainbow-jam to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 13:54 reallyuglydoodles Minha ex não é quem eu pensei que ela fosse. E tudo bem.

Eu namorei com a Laura por uns 3 anos. Terminamos no começo de 2020, e semana passada ela veio me ver aqui em casa porque foi meu aniversário.
E isso aconteceu basicamente porque eu e a Laura mantemos a amizade, mesmo depois do término. Reconhecemos que somos pessoas muito importantes pra vida um do outro e que mesmo nosso namoro não tendo dado certo, ainda podemos ser amigos. E somos mesmo. Já tem quase um ano que a gente não está mais juntos mas mesmo assim, ela ainda me considera o suficiente pra vir me ver no meu aniversário e e ainda trazer um presentinho.
(Eu sei que estamos no meio de uma pandemia, mas já fazem meses que eu tô trancado em casa levando essa quarentena à serio e a Laura literalmente foi a única visita que eu tive nos últimos seis meses, e só porque foi meu aniversário mesmo).
Até aí, tudo certo. O questionamento começa quando eu pergunto se o atual namorado dela está de boa com ela vir visitar o ex-namorado. E pra minha surpresa, ela disse que o namorado não precisava saber que ela estava lá, que é mais fácil ela omitir esse fato, pediu até pra gente não tirar fotos pra não ter perigo delas acabarem caindo num Instagram da vida e o atual dela ver.
Cara, isso me deixou um tanto incomodado. Me fez pensar em quantas vezes ela deve ter feito o mesmo comigo enquanto a gente namorava. E o pior é que nem passava pela minha cabeça. Não que eu ache que ela alguma vez chegou a me trair nem nada do tipo, porque eu realmente confio muito na palavra dela e ela sempre diz que nunca teve nada com ninguém, e eu confio nela. Mas a questão justamente é que esse tipo de atitude dela enfraquece essa retórica, não é?
Sei lá, pareceu a ação de uma pessoa totalmente diferente daquela que eu namorei por vários anos. Eu não estou aqui pra crucificar a menina e me pintar como um santo que nunca errou na vida, mas eu realmente fiz um esforço pra ser sincero. Se eu queria ver alguém específico, eu estava confortável para dizer isso à ela e achava que o contrário também era verdade.
Essa ação dela me fez repensar tantos momentos no nosso namoro que poderiam ter uma interpretação ambígua, mas eu sempre dava a palavra dela como fator guia e todo o resto não importava. Tantas vezes em que ela foi "tomar um sorvete com uma amiga" e sumia por umas 3 horas, ou "a chefe dela disse que ela tinha que terminar aquele projeto logo e ela ia ter que fazer hora extra". Eu sempre aceitei esse tipo de coisa numa boa. Até porque eu pensava se ela quisesse fazer algo tipo ir ver alguém, ela simplesmente diria.
Isso me lembra aquela história de "a pessoa que sempre acha que você está traindo ela provavelmente está traindo você", sabe? Durante nosso namoro, eu tinha que basicamente dar um relatório do que estava fazendo o dia inteiro, qualquer contato com alguma pessoa que não fosse ela gerava uma crise de ciúmes, me isolei de um monte de gente porque "ela não gostava deles". Agora só vejo que ela estava espelhando seu mau comportamento em mim, sendo que eu nunca nem cheguei perto de fazer qualquer coisa parecida com o que ela fez. Nunca nem saí de casa sem que ela soubesse.
Eu nem acho que ficaria muito chateado se ela de fato estivesse me enganando esse tempo todo porque eu sou um cara muito flexível com namoro e meio que aceito que quando se está num relacionamento, existe o risco real da pessoa te trair independente do quão boa você seja pra ela. Mas isso sou eu - o namorado dela provavelmente não pensa como eu e fazer esse tipo de coisa com ele não é justo.
Dada a nossa história, eu não chego a desdenhar dela nem nada do tipo. Ainda acho ela uma garota maravilhosa, e não me arrependo nem um pouco do meu namoro com ela. Mas com certeza tirei ela daquele pedestal, onde só via ela como uma mulher angelical e perfeita que sempre era sincera comigo, e agora vejo ela muito mais como uma pessoa muito boa, mas com algumas características questionáveis. E sabe, tudo bem - eu me enquadro nesse aspecto também.
submitted by reallyuglydoodles to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 03:16 qwert285 Líbido, desinteresse e saúde mental.

Sou homem, 26 anos. Me relacionei com muito mais homens do que mulheres, no geral. Passei os últimos 2 ou 3 anos solteiro e focado em outras coisas (minha saúde mental). Longos períodos de desinteresse, isolamento social (antes da pandemia mesmo), depressão e problemas pessoais. Hoje em dia me considero saudável e disposto. Também afim de retomar minha vida sexual. Nunca fui promíscuo, mas sai com bastante pessoas que tinha interesse, nada demais. Terminei um relacionamento em 2015 e comecei outro (que terminou em 2017). Nesses últimos 2 meses decidi usar esses apps de pegação (Hornet) e a primeira tentativa foi um fracasso total. O motivo? Não sei interagir e perco o interesse antes mesmo de saber o nome dos caras, ou em alguns casos, antes mesmo de ver o rosto. Ou quando sinto um nível de pedantismo/egotrip muito elevado. No mês passado tentei por 7 dias, me forcei a ficar no app. Não consegui levar nada adiante, nem passar meu whatsapp p/ uma conversa mais "intimista".
Essa semana tentei de novo, recebi mensagens de uns 100 caras. Literalmente um cardápio. Mas sempre a mesma coisa. Não, não estou procurando relacionamento. Mas perco o interesse/tesão em quase todos os casos. Também não consigo mandar nudes (o que aparentemente é regra) e não sinto tesão em receber umas fotos de rol4 ou c* aleatoriamente. Me sinto mal usando o app, por perder tempo nesse tipo de conversa, por me sentir exposto e por não entender o que acontece comigo. Aliás, não sei se o *problema" está em mim ou ???? Último relacionamento que tive com homem começou nesse app, mas com uma abordagem menos desesperada, menos invasiva e mais pragmática. Talvez eu esteja idealizando algum cara parecido ou não sinto tanta atração por homens hoje em dia? Também tem a parada de identificação. Não conheço os memes, as músicas, não sou das baladinhas. O famoso "fora do meio", mas uso foto de rosto e não tenho essas neuras/exigências com os outros.
O que vocês acham? Falta de atração? Problema com líbido? Saúde mental (me sinto bem, disposto, bem diferente de outros tempos)?
Tenho uma aparência legal, um corpo legal, mas literalmente TRAVO na superficialidade/conversas desesperadas e não consigo sair do 0x0, mesmo só querendo dar uma relaxada com alguém comum. E não, não sou puritano. Até com ator porno já sai (sem saber, o cara só disse que era ator, 6 anos atrás).
Mandaria essa pergunta pro finado Ponto P da extinta MTV, mas como estamos em outros tempos, conto com vocês pra me dar umas dicas, me julgar ou sei lá o que ! Valeu.
submitted by qwert285 to sexualidade [link] [comments]


2020.11.25 15:05 farmed0314 Sildenax Funciona Mesmo Bula, Valor, Composição, Comprar Como tomar

https://sites.google.com/view/immunodayfunciona/

Sildenax Funciona para Aumentar o Desejo pelo Sexo

Para que Serve Sildenax?

Sildenax Funciona como um suplemento para estimulação sexual e aumento do pênis. Ademais, tem ingredientes únicos em sua nova fórmula ultra moderna e avançada, que podem estimular o libido e aumentar a capacidade erétil em até 4 vezes. Portanto, elimina a ejaculação precoce de forma natural. Contudo, foi aprovado pela Anvisa sem quaisquer restrições. Nesse Contexto, possui afrodisíacos na fórmula, que podem estimular o desejo sexual e aumentar nosso libido, ajudando assim a resistir à impotência e à ejaculação precoce.
Outrossim, também ajuda a aumentar a produção de espermatozóides e aumentar significativamente o tempo de ereção do pênis. Porém, pode estender ainda mais sua rigidez, proporcionando aos usuários resultados de alto desempenho satisfatórios na H horas. Todavia, sua parceira vai adorar todos os resultados de Sildenax.

Benefícios do Sildenax - Sildenax Funciona?

Sildenax é o estimulante sexual mais popular e mais vendido do Brasil. Não Obstante, isso se deve à alta qualidade e características do produto. Além Disso, escolhemos alguns dos principais benefícios que este maravilhoso suplemento deve proporcionar ao homem. Enquanto, não há dúvida de que isso pode mudar completamente seu relacionamento com sua parceira, verifique:

Sildenax Composição Bula

A composição do Sildenax são um dos mais completos do mundo dos suplementos, o que torna este estimulante sexual um sonho. Como, a fórmula do Sildenax ser totalmente natural e não ter nenhum efeito nocivos para a saúde. Mas Também, esses ingredientes compostos que reunidos são capaz de agir na saúde masculina. Observe os seguintes ingredientes Sildenax em detalhes:
Preste atenção na riqueza dos ingredientes da fórmula do sildenax. Entretanto, vale ressaltar também que não há bula do sildenax, por ser um estimulante sexual natural e não considerado medicamento. No Entanto, esse é outro motivo para usar o sildenax com segurança, pois não tem efeitos colaterais.

Como Sildenax Funciona?

Sildenax Funciona promovendo a saúde do corpo cavernoso, fornece nutrição contínua, torná-lo mais elástico e tem a capacidade de aumentar o fluxo sanguíneo local, que pode armazenar uma grande quantidade de sangue. Em Resumo, suas ereções ficarão maiores e mais fortes. Enquanto, Sildenax fornece energia e força para desempenhar sua vida sexual com desempenho rápido, saudável e extremamente alto.
Destarte, ele também é bom no tratamento da impotência com habilidades extremamente altas. Logo, pode acreditar que somos os melhores! Desta forma, terá uma qualidade de vida acima da média, pois possui ingredientes 100% naturais e a fórmula contém ingredientes únicos e especialmente pensados ​​para você. Não Só, temos a certeza que a sua mulher irá se amarrar com os resultados, e muitos mais.

Tem Efeitos Colaterais? Sildenax Funciona

Não. O Sildenax Funciona é composto por um patrimônio totalmente natural, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa, que pode comprovar e registrar um composto sem efeitos colaterais. Nesse Sentido, sua compra e uso não requerem prescrição ou indicação médica. Visto Que, pessoas com diabetes, pressão alta, cirurgia, alergia ao glúten e até mesmo pessoas com intolerância à lactose podem tomar Sildenax. Leia os termos de uso.

Como usar o Sildenax?

Recomendamos tomar Sildenax 2 cápsulas por dia. Isto È, porque o frasco contém 60 cápsulas, o suficiente para durar 30 dias de tratamento. Ademais, é melhor usar uma cápsula às 11 horas e depois usar outra cápsula às 20 horas. Portanto, os resultados podem ser vistos nas primeiras duas semanas de uso. Contudo, tem que usar corretamente, já é possível ver os resultados nas primeiras duas semanas de uso.
Nesse Contexto, para obter melhores resultados com eficácia máxima, nós e especialistas em nutrição recomendamos o tratamento contínuo com sildenax por pelo menos 3 meses. Outrossim, é claro que os resultados incríveis podem ser vistos com apenas um frasco. Porém, para obter um resultado completo, o tratamento ideal é de 3 a 5 meses.

Sildenax é Aprovado pela Anvisa?

SIM. O Sildenax Funciona é foi aprovado pela Anvisa e Ministério da Saúde sob a RDC 240 em 26 de julho de 2018, e está isento de registro por ser 100% seguro para o consumo humano (natural). Todavia, e pelo Ministério da Saúde, pode acreditar que somos os melhores nesse quesito!

Qual a reputação no Reclame Aqui?

Sildenax funciona foi totalmente aceito por seus usuários.Não Obstante, fiz uma busca detalhada no site oficial do reclame aqui. Além Disso, até o momento, não houve reclamações quanto à validade, prazo de entrega e outras reclamações. Como, devido à alta qualidade do Sildenax, aliada a um atendimento eficiente e equipe de logística, o Sildenax Funciona não tem reclamações no Reclame Aqui. Mas Também, esperamos que esta situação continue por muito tempo, para que não só possamos melhorar a qualidade das vendas, mas também conquistar a confiança dos usuários.

Sildenax Tem Garantia?

Sim, temos a certeza que o Sildenax funciona normalmente, se por algum motivo não gostar do Sildenax ou se ele não funcionar, reembolsaremos 100% do preço de compra! Entretanto, não há razão para que você não compre Sildenax imediatamente, melhore sua vida sexual o mais rápido possível e tenha um dias felizes com sua parceira! Obs: Não queremos apenas o seu dinheiro, mas também a sua satisfação, você pode acreditar que somos os melhores!
https://sites.google.com/view/immunodayfunciona/

Onde e Como Comprar Sildenax?

Sildenax é vendido apenas no site oficial do Sildenax. No Entanto, para adquirir o Sildenax, basta clicar no botão "Comprar" abaixo. Em Resumo, vendemos apenas neste site oficial porque cada lote de estoque que recebemos se esgota rapidamente. Enquanto, como não podemos fornecer produtos de alta qualidade para todos os pontos de venda, o volume de vendas não nos permite vender produtos em farmácias ou lojas de alimentos naturais.
Nota: Devido ao grande sucesso deste lançamento, você pode comprar produtos semelhantes ou falsificados ao comprar produtos em outras lojas online. Destarte, evite usar o PIRATARIA. Não compra na OLX, Mercado Livre, Americanas, Submarinos, Amazom ou em qualquer loja que não seja o site oficial! Sildenax funciona.
Comprar Sildenax
submitted by farmed0314 to u/farmed0314 [link] [comments]


2020.11.25 14:51 D_apps Site para homens com pênis grande e pequeno

Acho muito interessante sites que conectam pessoas que dividem os mesmos gostos, que facilitam você encontrar algo que procura.
Por exemplo, os sites como bigone.dating (Site de relcionamento para quem tem pênis grande) ou dinkyone (Site de relacionamento para homens com pênis pequeno), isso ajuda muito porque quando se conhece alguém é complicado ja perguntar o tamanho do membro e isso as vezes é de muita importancia pra pessoa, tem homens ou mulheres por exemplo que preferem homens com pênis tamanho comum ou pequeno e outras já preferem com pênis maiores, avantajados e nisso o site ajuda muito.
O que acham sobre esses sites? Acho a idéia muito boa.
submitted by D_apps to sexualidade [link] [comments]


2020.11.24 08:42 Blu3png Será que ele está me traindo?

Eu vou tentar contextualizar pra você. Eu(20M) e meu namorado (22H) estamos juntos tem pouco tempo. Nossa conexão foi bem intensa e resolvemos namorar tem umas 3 semanas... Eu ainda estou conhecendo ele, obviamente, então ainda não confio 100%. Estava vendo vídeos sobre relacionamentos e tudo mais e uma mulher disse que todo mundo trai (coisa que não acredito) e pra confirmar essa teoria era só ver os comentários do instagram do parceiro. Ela plantou a semente e eu fui ver. Tinha uma mina em específico que comentou duas fotos dele e curtiu todas. Comentou "gostoso" zoando e outro elogio numa outra foto. Eu fui no perfil dela e ele curtiu praticamente todas as fotos dela (inclusive a de biquíni e mais recente/ 2 dias) e comentou fazendo observações em algumas fotos mais antigas quando a gente ainda nem se conhecia. Não elogiando de fato. Eu acho isso muito esquisito, porquê eu não faria isso estando com alguém. Ele é personal e trabalha numa academia famosa do RJ por ter muita gente influente, então ele sempre tá em constante contato com pessoas. Ele sempre seguiu MUITA mulher no instagram, inclusive perfis onde as fotos era a maior parte semi nude e etc. Depois ele fez uma "limpa" e apenas continuou seguindo quem segue ele q ainda é 90% mulher. A gente tem uma foto junto postada no perfil e inclusive essa mina curtiu. Sei lá, será que é neura da minha cabeça ou eu devo ficar de olho? Não acho muito plausível questionar pq a relação começou agora e isso pode soar invasivo, mas isso me incomoda muito e me fez perder confiança. Pode ser bruscamente sincero sobre oq faria e etc, mas analise bem e obrigada por tirar seu tempo lendo até aqui.
submitted by Blu3png to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 07:04 Fitarosa Será que minha amiga levou um soco?

Eu tenho uma amiga virtual que conversamos todos os dias e dividimos nossa rotina uma com a outra.
Ela é casada e ama cegamente o marido dela. Eu Não sou fã do marido dela por ele ser bem machista escrotinho. Nunca falei nada dele, a única coisa que tento fazer em nossas conversar é fazer ela refletir no que fala para não ficar repetindo as coisas grotescas que o marido dela fala sobre mulher.
Mas voltando ao assunto, 3 dias atrás ela me contou umas coisas que achei estranho e fiquei na dúvida se ela não está em relacionamento abusivo.
Ela me falou que brigou feio com marido dela e que quase terminaram. Todavia ela não quis contar detalhes, só que estava chorando muito. Até ai tudo bem, tentei mandar mensagem positivas, mas ela não queria conversar. Deixei ela em paz.
No outro dia ela me falou que o braço dela estava doendo muito. Perguntei o motivo, se esta escrevebdo em excesso( ela que ser escritora) ela só mandou a mensagem "sim, haha usei muito!"
Já ontem ela começou a me falar coisas que me deixou alerta! Ela citou que machucou o lábio inferior,que fez um corte profundo por fora e um grande corte de dois dentes por dentro no qual inchou muito os lábios e doía muito que ela não conseguia morder. E além disso machucou o queixo fazendo uma crosta.
Então perguntei se ela caiu e bateu o queixo e a boca. Mas ela falou que não, que mordeu sem querer o lábio inferior e que estava muito inchado, mas não explicou o machucado do queixo! Achei muito estranho!!!
E hoje ela veio falar que foi ao médico pegar antibióticos, pois estava infecionado o lábio dela e não estava conseguindo comer! Foi ai que veio meu sentimento de alerta. Pois ninguém morde lábio dessa forma e para ter infecção de uma "mordida" acidental do lábio demoraria alguns dias.
E agora estou achando que ela levou um soco na boca no dia da briga. Será que ela apanhou? Para piorar Ela já passou por outros relacionamentos abusivos. Será que é mais um?
submitted by Fitarosa to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 03:42 Wizard_without_magic Só pelo fim

Eu acho q era pra mim estar feliz com td q eu tenho... tudo o que eu conquistei, por mais que não seja muito.
Criei um canal no YouTube a alguns anos atrás, alcancei 12k de inscrições com edições q eu mesmo fazia... consegui um trabalho no Hospital aqui da cidade, passei na CNH, fui recrutado para o serviço militar obrigatório, me escalaram para uma Operação que só acontece de 5 em 5 anos, atirei de para fal...
E nunca consegui ficar com ninguém, nunca namorei... unico relacionamento que tive foi com uma "gp", ou seja... só pagando.
Será q é por q n sou um cara interessante? É minha aparência? Sou extremamente magro, tenho 19 anos mas todos dizem q pareço ter 13 ou 14...
Ja tentei engordar... não rola... não da...
Com certeza estou condenado a ser assim pro resto de minha vida...
E se é pra ser assim q nem meus ultimos anos de conquistas profissionais/materiais e contínuar nessa merda de solidão... por mim eu posso deixar de viver agora... por mim eu acabo com isso
A um tempo era eu ajudando meus amigos a tirar a ideia de suicídio da cabeça... hj é eu q preciso de ajuda... e estou sem dinheiro pra psicóloga pois já gastei td com aquela mulher q tenho q pagar pra ficar.
Inferno de vida porra
submitted by Wizard_without_magic to desabafos [link] [comments]


2020.11.23 14:35 No_Guarantee443 Sildenax Funciona

Sildenax Funciona para Aumentar o Desejo pelo Sexo

Para que Serve Sildenax?

Sildenax Funciona como um suplemento para estimulação sexual e aumento do pênis. Ademais, tem ingredientes únicos em sua nova fórmula ultra moderna e avançada, que podem estimular o libido e aumentar a capacidade erétil em até 4 vezes. Portanto, elimina a ejaculação precoce de forma natural. Contudo, foi aprovado pela Anvisa sem quaisquer restrições. Nesse Contexto, possui afrodisíacos na fórmula, que podem estimular o desejo sexual e aumentar nosso libido, ajudando assim a resistir à impotência e à ejaculação precoce.
Outrossim, também ajuda a aumentar a produção de espermatozoides e aumentar significativamente o tempo de ereção do pênis. Porém, pode estender ainda mais sua rigidez, proporcionando aos usuários resultados de alto desempenho satisfatórios na H horas. Todavia, sua parceira vai adorar todos os resultados de Sildenax.

Benefícios do Sildenax - Sildenax Funciona?

Sildenax é o estimulante sexual mais popular e mais vendido do Brasil. Não Obstante, isso se deve à alta qualidade e características do produto. Além Disso, escolhemos alguns dos principais benefícios que este maravilhoso suplemento deve proporcionar ao homem. Enquanto, não há dúvida de que isso pode mudar completamente seu relacionamento com sua parceira, verifique:

Sildenax Composição Bula

A composição do Sildenax são um dos mais completos do mundo dos suplementos, o que torna este estimulante sexual um sonho. Como, a fórmula do Sildenax ser totalmente natural e não ter nenhum efeito nocivos para a saúde. Mas Também, esses ingredientes compostos que reunidos são capaz de agir na saúde masculina. Observe os seguintes ingredientes Sildenax em detalhes:
Preste atenção na riqueza dos ingredientes da fórmula do sildenax. Entretanto, vale ressaltar também que não há bula do sildenax, por ser um estimulante sexual natural e não considerado medicamento. No Entanto, esse é outro motivo para usar o sildenax com segurança, pois não tem efeitos colaterais.

Como Sildenax Funciona?

Sildenax Funciona promovendo a saúde do corpo cavernoso, fornece nutrição contínua, torná-lo mais elástico e tem a capacidade de aumentar o fluxo sanguíneo local, que pode armazenar uma grande quantidade de sangue. Em Resumo, suas ereções ficarão maiores e mais fortes. Enquanto, Sildenax fornece energia e força para desempenhar sua vida sexual com desempenho rápido, saudável e extremamente alto.
Destarte, ele também é bom no tratamento da impotência com habilidades extremamente altas. Logo, pode acreditar que somos os melhores! Desta forma, terá uma qualidade de vida acima da média, pois possui ingredientes 100% naturais e a fórmula contém ingredientes únicos e especialmente pensados ​​para você. Não Só, temos a certeza que a sua mulher irá se amarrar com os resultados, e muitos mais.

Tem Efeitos Colaterais? Sildenax Funciona

Não. O Sildenax Funciona é composto por um patrimônio totalmente natural, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa, que pode comprovar e registrar um composto sem efeitos colaterais. Nesse Sentido, sua compra e uso não requerem prescrição ou indicação médica. Visto Que, pessoas com diabetes, pressão alta, cirurgia, alergia ao glúten e até mesmo pessoas com intolerância à lactose podem tomar Sildenax. Leia os termos de uso.

Como usar o Sildenax?

Recomendamos tomar Sildenax 2 cápsulas por dia. Isto È, porque o frasco contém 60 cápsulas, o suficiente para durar 30 dias de tratamento. Ademais, é melhor usar uma cápsula às 11 horas e depois usar outra cápsula às 20 horas. Portanto, os resultados podem ser vistos nas primeiras duas semanas de uso. Contudo, tem que usar corretamente, já é possível ver os resultados nas primeiras duas semanas de uso.
Nesse Contexto, para obter melhores resultados com eficácia máxima, nós e especialistas em nutrição recomendamos o tratamento contínuo com sildenax por pelo menos 3 meses. Outrossim, é claro que os resultados incríveis podem ser vistos com apenas um frasco. Porém, para obter um resultado completo, o tratamento ideal é de 3 a 5 meses.

Sildenax é Aprovado pela Anvisa?

SIM. O Sildenax Funciona é foi aprovado pela Anvisa e Ministério da Saúde sob a RDC 240 em 26 de julho de 2018, e está isento de registro por ser 100% seguro para o consumo humano (natural). Todavia, e pelo Ministério da Saúde, pode acreditar que somos os melhores nesse quesito!

Qual a reputação no Reclame Aqui?

Sildenax funciona foi totalmente aceito por seus usuários. Não Obstante, fiz uma busca detalhada no site oficial do reclame aqui. Além Disso, até o momento, não houve reclamações quanto à validade, prazo de entrega e outras reclamações. Como, devido à alta qualidade do Sildenax, aliada a um atendimento eficiente e equipe de logística, o Sildenax Funciona não tem reclamações no Reclame Aqui. Mas Também, esperamos que esta situação continue por muito tempo, para que não só possamos melhorar a qualidade das vendas, mas também conquistar a confiança dos usuários.

Sildenax Tem Garantia?

Sim, temos a certeza que o Sildenax funciona normalmente, se por algum motivo não gostar do Sildenax ou se ele não funcionar, reembolsaremos 100% do preço de compra! Entretanto, não há razão para que você não compre Sildenax imediatamente, melhore sua vida sexual o mais rápido possível e tenha um dias felizes com sua parceira! Obs: Não queremos apenas o seu dinheiro, mas também a sua satisfação, você pode acreditar que somos os melhores!

Onde e Como Comprar Sildenax?

Sildenax é vendido apenas no site oficial do Sildenax. No Entanto, para adquirir o Sildenax, basta clicar no botão "Comprar" abaixo. Em Resumo, vendemos apenas neste site oficial porque cada lote de estoque que recebemos se esgota rapidamente. Enquanto, como não podemos fornecer produtos de alta qualidade para todos os pontos de venda, o volume de vendas não nos permite vender produtos em farmácias ou lojas de alimentos naturais.
Nota: Devido ao grande sucesso deste lançamento, você pode comprar produtos semelhantes ou falsificados ao comprar produtos em outras lojas online. Destarte, evite usar o PIRATARIA. Não compra na OLX, Mercado Livre, Americanas, Submarinos, Amazom ou em qualquer loja que não seja o site oficial! Sildenax funciona.
Comprar Sildenax
submitted by No_Guarantee443 to u/No_Guarantee443 [link] [comments]


2020.11.23 07:28 BlessP Não sinto nada, nem o Calor de um corpo de Mulher.

Essa Noite para dormir foi cruel
A Muitos Anos tive uma criação Conturbado, Família, Amigos, Mulher foram muito escasso, é acredito que atualmente não tenha mudado muita coisa, ao ver Muitos as Brigas dos Meus Pais, surgiu uma carência, ao ver minha mãe traindo meu pai na casa do amigo dele, isso foi terrível, me lembro da cena ate hoje, isso foi um desastre na minha criação, já tinha brigas antes, depois disso, as coisas só se agravaram, ali já se iniciou uma "semente" de "Carência" que la na frente iria se tornar algo ruim.

Depois dos Conflitos dentro de casa, os boatos se espalharam na comunidade, eu já era motivo de zoação na escola, por causa da aparência, quando aconteceu isso (Acima) as coisas simplesmente agravaram, uma irmã de parte de "mãe" começou a dar problema, entrou para o crime, começou a praticar delitos, e BOOOM mais problema para a falia, fora os problemas alcoólicos dos meus pais, a Tirania da parte Paternal, das Brigas, e eu no meio do Conflito, o foda e que dois adultos se dizem ter "maturidade" usa o filho para atingir o companheiro(a), isso e foda.
esse tipo de conflitos quando a criança percebe, e um Gatilho para la na frente ela se tornar um homem que arrebenta uma mulher, um homem ignorante,bruto ou até mesmo um assassino, tem casos piores, isso vale para ambos, Filho e Filha, mas enfim
Os Conflitos aumentaram, as brigas era constante, meu pai arrebentava a minha progenitora, era horrível, quantas vezes aconteceu isso, e ela tinha que sumir, e depois entrar em contato como os "filhos", já vi o meu pai pegar uma Faca e enrolar numa toalha, e ir atras dela, fora umas vezes que ele quebrava as coisas em casa, pratos e talheres e etc,
Eu Posso afirma que eu tive duas Crianças/Adolescentes como Pais, eu vendo hoje os conflitos com outra mente, percebe, foda era quando eles iam para o Forró, e obrigava eu a "minha irmã" a ir juntos, porquê não queriam pagar uma Babysister, ai só pensar o que acontecia dentro desses 'ambientes familiares" uma vez eu vi o meu pai saindo na mão com o veio da casa de show, em meio a garrafas e pedras voando, na casa de show, até voou um caco de vidro na minha cabeça, passou raspando hahah essa cena foi engraçada.
Ai eu vi e presenciei muita coisa ruim nesses ambientes, durante e depois, muitas delas na própria casa, Bebida, Drogas, Palavras de Baixo Calão, Traição, e etc, Deixo o leitor pensar por conta própria haha
Nunca tive uma família Unida, sempre foi briga, minha progenitora mentia ou mente até hoje, Não acredita nem no próprio filho, uma vez fui assaltado na praia, ela achou que tinha gastado o dinheiro com bebida, tive que colocar um cara que foi assaltado na hora, no telefone para confirmar, (para você ver a situação)
Um dia Antes foi a virada, nem me lembro quando, mas eu fui na praia, com uns 8 "amigos" fora que tinha um dormindo na minha casa, eles diziam ser amigos, porém acho que o "amigo" era só "eu", eu avisei para eles que iria chapar, bom foi o que aconteceu, os caras simplesmente, sumiram foram atras de mulher, eu la bebado na praia, vish, jogaram areia na minha cara, foda que la sentado, em quanto o céu girava, eu ouvi dois cara passando e falando " Nossa, esse mano ta bebado, cade os amigos deles" eu lembro disso até hoje, esta enraizado na mente, no final, eu voltei para casa sozinho, com uma dor de cabeça enorme,
Teve uma outra vez, que eu estava na carência, acabei me metendo em um "relacionamento" ops numa furada, que pensei que iria morrer ali, a carência e algo ruim, mas enfim, em um rolê, eu acabei conhecendo uma mulher no fastfood, e etc, parecia tudo uma maravilha, o cujo sonho do "paraíso", estava carente de "sexo" esse "sexo" quase custou minha vida, a mulher simplesmente era Boderline, um relacionamento abusivo, já me deixou para fora de casa, regulou alimento, quando a grana acabou na casa dela, ela queria me manter lá dentro, ela tinha dinheiro para me emprestar, porém o controle que ela queria ter sobre mim, era maior e consumia a mente dela, perdi massa corporal, já cheguei a me alimentar simplesmente de "Arroz e Sal", e complicado, acredito que tive alguma participação nisso(Não leve isso como primícia)
ai passaram alguns meses, com tudo isso, eu decidir termina com ela, porém não sabia como, tivemos nossa ultima relação, e foi sem preservativo,ai terminei, aproveitei a carona, de um conhecido nas proximidades e fui em bora, no mesmo dia de madrugada ela aparece na minha casa, eu gostaria de ter deixado ela para fora, mas seria b.o la na frente, ai ela tentou de diversas formas, reatar, dizendo que mudaria, e etc ai toda vez que eu falava que não queria, ela simplesmente mudava de personalidade e partia para a ofensa,(Não caia nessa galera, tenha pulso firme, caso não consiga procure ajuda, eu procurei e não tive nenhuma)
Meses Depois ela me aparece gravida, dizendo que o filho era meu etc e tal, isso foi um Baque, eu nem sabia como reagir, ou como os meus pais iriam reagir, eu pensando que já tinha saindo de um enorme problema, eu estava ainda haha
Eu tentando recomeçar minha vida, após umas burradas e más escolhas, escola nova muito longe da minha residencia, quando eu soube disso, eu tive parar a escola, e me concentra em outras coisas, conversei com os meus pais, e recebi foi desprezo, eles compactuaram com a mentira dela, ela depois que terminamos, deu para o Ex dela, que ela uma vez me apresentou como "Tio" dela, olha a indole da pessoa, te usam como Bode expiatório, haha
Depois da noticia, só foi rajadas de Não vou ser mãe sozinha, vai ter que ajudar e etc. até fez uns escândalo no telefone, e etc, o inferno foi plantado novamente na minha casa, amigas da minha progenitora, me ensinando como pagar pensão, minha progenitora bêbada, me ligava dizendo que eu iria ter que pagar pensão, que eu iria ser preso, descontando todo o sofrimento e decepção no "filho" haha isso aconteceu muito na parte Paternal infelizmente,
no começo aconteceu uns erros da parte dela, e deixou a duvidar, e do nada eu falei que queria exame de DNA, em clinicas diferentes, ai ela já recuou, entende, começou a inventar pai para a criança, começou a se passar por homem na conversa, e até falou que Jesus era Pai da Criança, chegou a ser estranho, esses argumentos e comecei a pegar no ar, ela começou a recuar em relação aos argumentos relacionado a criança, ou seja usando um criança inocente para querer" prender homem" ou "reatar relacionamento fracassado" isso não é uma atitude boa e nem conveniente, colocar uma Criança no Mundo para um proposito desses, Bom com o tempo ficou mais nítido que a Criança não era minha, e foi algo bom, tenho que ser sincero nesse desabafo, na época eu não estava preparado e atualmente ainda não estou, compreende caro leitor, reconheço minhas limitação.
" Esses conflitos me judia"
Mas atualmente, estou bem, Deus, poxa, foi muito misericordioso em relação a minha pessoa, ele e Jesus, me ajudaram muito depois, eu ainda estou em fases de mudança, Bom, eu estou muito melhor que antigamente, eu já Perdoei, minha ex, meus "amigos" estou em fase de processo de "Perdoa os meus Pais", eu falo uma coisa, o Cara que me tirou do Inferno, que me mostrou a Realidade como ela é, e o mesmo que Pode mudar a sua Vida, eu Não tenho amigos, Não quero ter, porquê eu sei se eu voltar para tudo isso novamente, eu não irei ter "amigos", Meus únicos amigos são os meus pais, se eles não forem meus amigos, eu simplesmente posso afirmar que Não tenho.

Obrigado por ler até aqui,

Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar". Josué 1:9

submitted by BlessP to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 16:57 jopealqui Ela é bissexual

Ela é bissexual, flerta com outros garotos e garotas no facebook mas por mim tudo bem, ela disse q é tudo na brincadeira, n sou inseguro, tenho confiança na minha webnamorada. Ela esconde o status de Relacionamento Sério no perfil, mas tenho certeza q é por timidez, n é pra pagar de solteira. Ela sempre dá umas saídas pra beber e se drogar com os amigos, voltando só na madrugada, mas eu respeito isso, n sou um namorado controlador e possessivo, tenho certeza que ela n me trairia, sabe pq? CONFIANÇA, algo q falta em muitos de vcs. Ela demora um pouco pra me responder, mas eu entendo q ela tem outras prioridades e n pode me colocar em primeiro lugar sempre. Ela sempre posta q está triste mas nunca me diz o pq, só desabafa com os amigos, mas ta tudo bem, eu entendo, ela n tem culpa de n confiar no próprio namorado. Eu q sempre puxo assunto e procuro manter a conversa, afinal, é o dever de todo homem num relacionamento, mulher n tem culpa de n conseguir puxar assunto. Enfim, eu amo ela, minha garota padrãozinha de cabelo curto q gosta de indie🙈❤️
submitted by jopealqui to copypastabr [link] [comments]


2020.11.19 14:09 p4ndit Estou acostumada a desabafar sozinha

Oi gente, esse é meu primeiro post aqui, como sempre fiz, mesmo quando entrei no servidor do reddit e nesse espaço de desabafo... eu segui não desabafando pra nada nem pra ninguém, só pra mim mesma, na cabeça e nos diversos documentos do Docs, atualmente frases soltas que pra mim não fazem sentido nenhum.

Hoje eu criei coragem de falar algumas coisas por aqui, por que tenho pensado na vida de forma um pouco mais diferente.
Durante esse ano de 2020, que foi péssimo para a maioria das pessoas - principalmente as mais vulneráveis nesse governo de merda - mas em meio aos meus privilégios de uma mulher de classe média, eu me sinto até mal em dizer que foi um excelente ano para mim - dentro de casa.
a faculdade voltou a fazer sentido, eu consegui fazer autoanálises incríveis, conclui alguns cursos, comecei a fazer yoga, estou morando junto com meu atual namorado e ainda não nos matamos (estamos juntos a 1 ano e 3 meses, praticamente estabelecemos nosso relacionamento na quarentena), me senti útil. Dei pé em projetos pessoais e compreendi a forma como os meus amigos se dão nas minhas relações - os grupos, as frequência, com quem posso contar e quem soma as minhas coisas. Tudo bem que chegou um ponto onde eu quase fiquei com uma ansiedade social, mas depois se resolveu. Consegui marcar meus médicos, apesar de ter quebrado 2 dentes e ainda não ter tido como arrumar. Ganhei muito móveis para minha casa (coisa que eu não tenho como comprar, e nem tinha móvel na minha casa - queria poder mostrar pra vocês a diferença de 1 ano desse apartamento).
Minha organização interna, tranquila.
Sobre minha faculdade, eu não desisti, ainda posso contar a história dela aqui, caso alguém acha interessante o que escrevi, tanto em forma quanto em conteúdo, mas me dei conta de que vou sair da faculdade com 10 anos de curso - Um curso de 5. Ou seja, passei o dobro de tempo na universidade. E não sei muito bem como me sentir sobre isso, acho que ainda estou processando.
Tudo que for extracurricular me atrai, sinto como se a faculdade já não tivesse mais nada para me acrescentar, também depois de tantos anos. Resolvi pegar matéria EAD para adiantar minha vida, o período não é obrigatório, mas quis, isso vai até contra meus posicionamentos relacionados a política do período eletivo. Enfim, tive que fazer minha primeira prova ontem e quase morri com uma crise de ansiedade.
Tenho uma professora que me acolheu muito bem, participei de um projeto de pesquisa, publiquei um capitulo de livro, entrei na continuação desse projeto e fui convidada para participar de outro. Será que vou ser pesquisadora? Acho que não, eu sinto que não sei escrever. Por exemplo, até agora não tenho nada do meu TCC e não sei nem por onde começar. Eu fico ansiosa sempre que penso sobre a necessidade de escrever.
Meus projetos pessoais estão fluindo de forma bem calma. Desenvolvi meu brechó, e já estou trabalhando num 'upgrade' dele. Criei um Instagram voltado para meu curso, ainda não fiz muita coisa, mas vai sair. E voltei a fotografar, modelar e editar - tudo de forma bem amadora, mas sempre fui apaixonada por fotografia e até trabalhei num estúdio. Aprendi a bordar, e tenho feito pequenos bordados e reparos em peças do brechó. Descobri que todos esses processos criativos me atraem muito, fico me perguntando como eu poderia fazer sempre pra melhorar e alcançar mais pessoas, quero que as pessoas recebam informação e conteúdo de qualidade. (Será que eu quero ser criadora de conteúdo? como fazer isso a essa altura do campeonato? - enfim, apareceu a duvida quando eu tava escrevendo)
Diante de tudo isso, ainda me sinto invisível. Eu não sei qual é o meu problema. Me sinto velha, me sinto incapaz, não sinto valorização do meu esforço e do meu trabalho.
As redes sociais não ajudam também, fico triste com números, fico triste com pouca interação. fico triste com coisas idiotas. E sei lá, eu só queria sentir um pouquinho que se eu continuar, pode ser algo interessante pra mim.
Esse é o primeiro momento da minha vida que eu me sinto feliz, mas ainda tenho medo dos julgamentos.

Inclusive eu não costumo conversar com ninguém sobre essas minha inquietações, eu só sigo, continuo escutando os outros e pensando, pra mim, dentro da minha cabeça, e as vezes não sai disso. Como eu disse, estou acostumada a desabafar sozinha, e essa talvez seja mais uma página minha por aí, que não vai fazer sentido nenhum.
submitted by p4ndit to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 01:20 prietoeu Eu virei oque eu sempre odiei

tl;dr
Eu me achava um cara feliz, 23 anos nas costas, trabalhava, me motivava e me cobrava mt a melhorar em tudo oque queria pra mim, academia e a 2 exatos anos eu comecei meu namoro. A menina era simplesmente perfeita para tudo que eu sempre quis mas eu sempre tive uma pulga atrás da orelha de não merecer ser feliz por traumas do meu primeiro relacionamento abusivo e de tudo que já me aconteceu nessa vida, além de achar o pq alguém como ela estaria com alguém como eu. Até que mais ou menos no meio do ano passado ocorreram algumas mudanças na empresa e eu não consegui me adaptar aos novos métodos do novo chefe (que era super desorganizado), aconteceu que do nada tudo foi por água a baixo, todo o respeito, influência e o personagem que eu tinha lá dentro escorreram em menos de 2 meses com erros tanto meus como do resto da equipe mas que caíram sobre mim. Isso me afetou muito, o cara que eu era, confiante e tal se perdeu e fiquei uma pessoa mt cabisbaixa e depressiva, reprovei na faculdade e tudo mais, só no aguardo de me demitirem. Então, uma fagulha de egocentrismo e imaturidade me deu na cabeça de que eu, aquela pessoa tão foda que eu conhecia, não podia ser a razão de tudo isso, que talvez era algo que tinha em mim que já me incomodava e acreditei ser o meu namoro. Isso foi sendo alimentado com meses passando e no começo desse ano, durante a quarentena eu acabei traindo minha namorada falando pelo whats com uma menina. Sabe aquilo do Zóio que todo mundo falou? Eu fiz a mesma coisa, tinha duas namoradas só que uma real e outra web A consciência bateu uma hora e tentei consertar, falei que queria terminar mas na hora h eu dei pra trás porque na minha cabeça "pq eu vou terminar algo que é tão bom, uma relação que realmente não tinha negativos" (acho que parece clichê o ex falando isso mas realmente, nunca brigamos, nós nós demos super bem desde o primeiro dia e desde que nos vimos a primeira vez teve amor, ela era oque eu reconheço hj como amor da minha vida) e me apliquei a ficar com ela por um tempo. Uma hr, como toda pessoa, a merda explodiu e ela soube, me ligou e fui um escroto. Ela deve ter sofrido mt
O resumo de tudo é que isso tem 6 meses já, já ouvi de tudo dos meus amigos, que é carência, que é querer atenção, que é querer replay mas eu não tiro ela da minha cabeça. Eu tentei seguir em frente, arranjar outras pessoas e em todas as vezes que cheguei a sair com qualquer menina, eu não conseguia beijar. Desde que eu a conheci eu NUNCA beijei outra menina, NUNCA MESMO. Eu me percebi que em diversos aspectos o cara que eu achava ser, aquela imagem do popular, líder do grupo de amigos e o cara legal que tinha, por trás eu só era um mlk depressivo e autodestrutivo. Eu tentei diversas vezes contato com ela de novo, com medo até de parecer um perturbado doente e fiz o clichezasso de implorar pra voltar. Mas pq ela voltaria? Eu fiz com ela exatamente oque minha ex fez comigo, oque meu pai fez com a minha mãe. Eu acho que aprendi com meu erro, percebi que ela era sim o amor da minha vida e deixei passar da pior forma possível Ela me odeia tanto quanto me odeio agora, isso me dói demais, hoje eu mandei um Oi pq realmente precisava de alguém pra desabafar, dizer pra ela que tô tentando como ela me disse pra fazer mas eu só estou fazendo pq sinto que deveria, não pq é oque quero. Ela não respondeu e postou no tt uma frase com raiva que era óbvio pra mim
A sociedade é rápida pra dizer que talarico tem que se foder mas dificilmente as pessoas se aprofundam na raiz do problema, eu fui errado e me arrependo todos os dias até perceber que não preciso mais Meu medo é me matar uma hora nesse peso e dizerem que "se matou por causa de mulher" sendo que na verdade foi um "se matou pq se arrependeu de cada decisão errada"
Podem julgar, eu entendo se vc teve o desprazer de ler essa minha história podre
submitted by prietoeu to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 01:04 queen4b Será q ainda gosto do meu ex?

Eu tenho MTA magoa de como acabou pq eu terminei com ele e ele explodiu me desrespeitando. mas eu ainda desejo algo melhor pra ele, que ele tome decisoes melhores para q o q eu fiz por ele não seja a toa. E eu ainda falo dele quando digo q homens gostam de chamar mulheres de interesseiras pq foi o q ele me chamou, apesar de até calote eu ter levado dele. A minha dúvida é se é normal levar o relacionamento anterior como parametro, ou se, por eu ainda sofrer pelos abusos psicológicos dele significa q eu ainda gosto dele
submitted by queen4b to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 02:22 GPCross Penso em dividir o apt com uma amiga, mas tenho medo que isso cause problemas no meu relacionamento

Talvez pareça um dilema bobo com uma resposta óbvia, mas já faz um tempo que quero dividir meu apartamento com alguém que eu confie por motivos financeiros, sociais, emocionais e inúmeros outros, porém tenho medo que isso afete meu relacionamento. Atualmente moro sozinho e minha namorada costuma passar os fins de semana comigo. Sendo apenas nós dois, roupas são completamente dispensáveis. Além disso temos liberdade pra fazer o que queremos e quando queremos sem nenhum julgamento. Então, por esse lado, perderíamos essa liberdade pois teria mais alguém morando aqui. Esse não é o maior dos problemas pois sempre existiu a possibilidade de eu dividir o apt com meu irmão, o que causaria a mesma situação até aqui. O próximo problema é que minha namorada ficou obviamente incomodada com a ideia de eu morar com outra mulher. Não por falta de confiança, mas pq consequentemente acabaríamos ficando mais íntimos por passar tanto tempo juntos (eu e essa amiga), além de situações como sair do banheiro de toalha, roupas íntimas no varal e afins. Eu quero muito dividir o apt pois sinto falta de ter uma amizade por perto, e por mais que minha namorada seja incrível, é um tipo de relacionamento diferente. Tenho certeza de que eu conseguiria me alimentar melhor, pois apesar de eu gostar de cozinhar eu tenho muita preguiça de fazer comida só pra mim e acabo comendo besteiras que são mais práticas. Também acabo ficando muito sedentário pq não tenho companhia regular pra atividades físicas, e essa amiga além de já ter esses hábitos saudáveis sempre me incentivou a ser alguém mais saudável. Então é certo que morando no mesmo apt eu conseguiria alcançar essa meta. Não sei mais o que dizer por agora, pois estou com a cabeça cheia de outras coisas também... Mas queria me abrir aqui pra tentar aliviar um pouco essa pressão e quem sabe encontrar alguns conselhos ou opiniões que possam ajudar?
submitted by GPCross to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 23:07 Slow_Ad_2569 Amigo niilista

Tem um amigo meu que me disse que não está vendo sentido algum na vida. Nas palavras dele: "Antes eu queria viver uma história de amor, mas percebi que toda mulher é uma puta e perdi completamente o interesse em relacionamentos amorosos. Pensei que quando conseguisse um emprego seria feliz, agora consegui e ainda me sinto mal. Não sei o que faço mais.". Alguém tem alguma dica do que eu falo pro meu amigo se sentir melhor?
Ps: Ele toma remédios pra depressão e, agora que tem dinheiro, pode acabar cometendo suicidio uma hora...
submitted by Slow_Ad_2569 to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 15:47 MegaBlasterBox Meus pais sempre me trataram diferente da minha irmã e hoje eu cago baldes para a minha família

Bem, essa história deve ficar gigante, então vou deixar um TL;DR no final.

Basicamente os meus pais me tratam diferente de minha irmã, que sabe disso e por várias vezes também usou isso contra mim.
Desde criança eu achava um pouco esquisito o tratamento que eles davam pra ela. Achava que meio que era 'culpa' minha por ser mais velho e homem. Minha irmã nunca precisou ir para a padaria (segundo minha mãe, porque era mulher), nunca levava as compras do supermercado (segundo meus pais, se ela levasse muito peso isso poderia danificar o útero (?) dela), sempre ganhava presentes caríssimos, nem fazia quase nada em casa, só cozinhava e limpava (coisa essa que eu também sempre fiz). Pra vocês terem noção, ela nunca abria o portão da garagem, mesmo ela só estar vendo TV. Quem tinha que fazer isso era eu, que sempre tinha que interromper a minha jogatina de Age of Empires com meus amigos, ir abrindo correndo e quando voltar vi que perdi o jogo porque a bonita reclamava com os meus pais que eu estava pedindo pra ela abrir. Achava que era coisa de criminalidade e por ela ser mulher, sei lá, já li que muitos criminosos preferem atacar mulheres. Mas o tempo foi passando e fui percebendo que não era isso não.Com bens materiais isso é """tolerável""" (entre muitas aspas), mas quando percebi que isso se estendia para outras esferas de nossas vidas (como estudo e relacionamentos), percebi que a situação não era legal.
Mudei de escola, coincidentemente para a escola que ela estava estudando e desenvolvi um pouco de ansiedade com a situação. Até aí "ok", acontece. Não tinha amigos, literalmente. Daí passado uns meses descobri que um amigão meu de infância estava numa turma da manhã e daí eu pedi aos meus pais pra me mudar pro turno da manhã. Eles veementemente me responderam que não, que não tinham dinheiro e nem condição, mas não entendi nada porque uns dois ou três meses depois eles mudaram a minha irmã pra manhã porque as amigas dela decidiram estudar de manhã, e porque tinha um professor legal que dava aula nesse horário (?). Lembro de uma vez que minha mãe queria que a gente estudasse, nos juntou na cozinha e disse que ganharíamos 5 reais a cada nota 10 que tirássemos... fiquei eufórico com isso, porque ainda que fosse pouco, cinco reais são mais do que zero reais. Há pouco tempo, eu adulto já, descobri que minha irmã não tirava as notas, minha mãe só dava o dinheiro pra ela porque "tinha dó dela, tadinha" (palavras da minha mãe). Passou um tempo e eu comecei a me interessar por documentários e reportagens e tinha pedido a minha mãe de presente de aniversário um gravador (naquela época o gravador usava fita ainda), era um gravador de áudio, e minha mãe disse que iria pensar. No meu aniversário recebi camisas, enquanto que no aniversário dela, ela recebeu uma câmera fotográfica importada da França porque meu pai queria que ela desenvolvesse uma visão fotográfica melhor, ou algo do tipo. Hoje em dia minha mãe me pede pra pagar as coisas da casa da minha irmã porque eu me formei em engenharia e tenho uma condição melhor e minha irmã, que sempre teve tudo o que queria, se formou em medicina veterinária, não tem condições financeiras porque não conseguiu um emprego com salário decente na área e hoje trabalha como fiscal de vigilância sanitária. Até com relacionamentos era um tratamento desigual. Eles odiavam que eu fosse na casa da minha ex porque era em um subúrbio de uma cidade vizinha minha, mas nada falam sobre o relacionamento da minha irmã, que namora um cara da favela da rocinha. Vai entender.
Tudo quando era pra mim o discurso dos meus pais era 'se eu dou pra um filho, eu tenho que dar para o outro também' mas quando era pra ela o discurso era 'ela merece'.
Porra. Não sei o que houve cem por cento comigo, mas fui criando um sentimento de 'ranço' (talvez uma aversão) pela minha família. Sei lá. Já pedi, inclusive, quando era mais novo, para a minha mãe para eu me consultar com um psicólogo, mas ela me disse que era coisa de doido e que eu estava feliz, aquilo era coisa minha. Hoje vivemos o reflexo de tudo o que não nos preparamos. O que me encucava era que por muitas vezes a gente nem tinha tanta condição assim. Hoje meus pais dizem que sou desligado da família, distante, e que eu não ligo pra eles. E de fato... eu sou. Eu sou. Eu assumo: eu sou. Não ligo mais. Não esquento cabeça. Arrisco até a dizer que cago um pouco pra eles. Coincidentemente eu e minha irmã moramos na mesma cidade cidade, a 550 km da nessa cidade natal, mas eu, particularmente, não sinto falta de lá. Sei que é um sentimento muito triste, tenho ciência disso. Mas o que passou, passou. Fazer o quê. Por 99% das vezes aprendi a conviver muito bem com isso, mas aquele 1% das vezes eu sinto raiva (sim, tenho acessos de raiva) quando começo a pensar muito no passado, fico com vontade de socar a parede e fico resmungando sozinho.
Para os meus pais, sinceramente: vocês me ensinaram muito bem honestidade e integridade. De resto, desculpe, vocês foram nada mais que uns bostas.

TL;DR

Meus pais sempre trataram os filhos de maneira desigual e hoje, por causa dessa e de muitas outras, tenho raiva do que passei e sequer ligo para a minha família. É triste, mas para mim é o menos desgastante.
Obrigado pela atenção. Acho que foi mais uma sessão de autopsicólogo do que um desabafo, mas enfim. Eu precisava desembuchar isso. Valeu, gente. Por favor, não sejam pais desiguais e injustos.
submitted by MegaBlasterBox to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 05:35 doddisded O que vocês homens acham de apps de relacionamentos?

Hoje resolvi excluir meus apps de relacionamento porque estou sempre com a sensação de que não valho nada pelo tratamento que recebo das mulheres neles. Na maioria das vezes eu sou tratado com indiferença, ignorado ou excluído. Parece que estou sempre sob avaliação, se eu "errar" é tchau. Eu não posso ser eu mesmo. Mesmo quando estou recebendo um pouco de atenção dá a impressão que não é algo recíproco porque eu sempre preciso fazer todo o esforço. Odeio quando a mulher fala algo como "ganhou pontos comigo", como se eu estivesse abaixo dela e precisasse provar que mereço aquela atenção. Não podemos ser duas pessoas interagindo igualmente? Talvez eu seja um merda mesmo e não mereça nada, alguém sem nenhum valor. Eu acho tão hipócrita quando vejo uma mulher reclamando de superficialidade.
submitted by doddisded to desabafos [link] [comments]